CaldoQuantico | FarolComunitario | Holopraxis | cql | CreSentes | DNAtos| ArtemcacoS| blogs | Fale Conosco | O Grupo | Imprensa | Política de Privacidade
CAMINHOS PARA O AUTO-EQUILÍBRIO
 
Saiba Mais - Reiki
A conexão é Você!

Documento sem título

QUEM SOU | O TRABALHO
ARTIGOS | SAIBA MAIS

PROGRAMAS | EVENTOS
VÍDEOS | HOLOPRAXIS

FAÇA CONTATO


Pessoa recebendo Reiki

A história de todos os povos antigos, apresenta relatos de processos de cura, através da imposição de mãos, e em todas elas cita-se de uma ou outra forma a Energia Vital que a tudo permeia.

O Reiki é uma dessas manifestações da energia que cria e mantém tudo no Universo. A palavra de origem japonesa, significa Rei ( Universal) e Ki ( Energia Vital).

Pode-se compreendê-la como a manifestação da Energia Vital do Universo, para proporcionar bem estar e saúde.

Esta energia de vida, aparece com muitos nomes, na história da humanidade. É Chi, para os chineses; Elam Vital, para os franceses; Energia Bioplasmática para os russos (segundo Kirlian); Energia Vital, para o Dr. Samuel Hahnemann ( médico e Pai da Homeopatia); Ka, para os egípcios na antiguidade; Ki para os japoneses; Maná, para os kahunas; Orgon, para o Dr. Wilhelm Reich; Prana para os hindus, apenas para citar algumas.

Como já disse, inúmeros são os relatos de cura na história da humanidade, através da utilização e manipulação dessa energia, seja por imposição de mãos, como pela aplicação de calor (emplastros, moxas) em determinados pontos do corpo, ou pela estimulação através de agulhas ou toques, como na Acupuntura, Shiatsu e Do-In.

Hoje em dia, muitas são as pessoas, de todos os níveis sócio-cultural-econômicos e pesquisadores, cientistas e profissionais de saúde, interessados e/ou dedicados a usar e estudar os diversos tipos de manipulação energética, com o propósito de restabelecer o bem-estar e a saúde dos seres vivos.O Reiki é uma técnica que se serve da união da Energia de Vida que há no Cosmo, com a energia vital existente em cada criatura, através de um procedimento de frequência e sintonia, numa iniciação realizada por um mestre possibilitando a partir daí a captação da infinita e abundante energia universal, direcionando-a para um fim específico.

Bambu, uma metáfora que simboliza o aplicador de Reiki. Um canal da energia e não a energia.

O método mais conhecido é o redescoberto por Mikao Usui mas existem muitos outros, tantos quanto cada crença e cada época assim o determinarem.

Por ser basicamente energia de transformação o Reiki possibilita a reorganização das estruturas física, emocional e psíquica bem como de nossa essência espiritual, constituindo-se em processo terapêutico natural que estimula a reequilíbrio harmônico do organismo.

A energização ou canalização de Reiki, praticada diariamente presta-se também ao trabalho de auto-conhecimento, aprimorando a vida em todos os níveis proporcionando inclusive o alargamento das fronteiras da consciência.

A energia gerada pelo Reiki, pode ser armazenada, bem como ser enviada em foco à distância para qualquer receptor, salientando-se que a energia gerada, adequa-se às necessidades do receptor, independentemente da vontade ou intenção do emissor. Por ser energia inteligente, emana-se durante o tempo necessário para suprir as necessidades daquele que a recebe.

Não produz efeitos colaterais ou nocivos, nem exaure a energia de quem o emite, pois energia em questão. provém do Universo.

Transpondo os limites da mera crendice, o Reiki já tem seus efeitos comprovados e é considerado como Terapia Complementar pela Organização Mundial de Saúde.

Entre os problemas de saúde mais comuns, embora não apenas esses, onde a aplicação de Reiki mostra bons resultados, estão a asma, bronquite, stress, hipertensão, insônia, distúrbios ginecológicos, hemorragias, câncer, aids.

Lembramos porém que toda e qualquer doença ou distúrbios de qualquer ordem, precisam do acompanhamento do médico ou profissional de saúde, à ele relacionado.

A exemplo de grande parte das terpais naturais, o Reiki não conflita com nenhuma terapêutica que esteja em curso, podendo sim, potencializar e acelerar o restabelecimento.